sexta-feira, 13 de março de 2009

Uma "vampira" em Veneza



Acreditava-se que a peste negra era obra dos vampiros. Estávamos no ano de 1576. A morte descera à rua. Os mortos eram às centenas, enterrados em valas comuns. Foi neste ambiente sinistro que esta suspeita de vampirismo foi enterrada, com um tijolo na boca para a impedir de se alimentar.
Curioso achado este que não documenta a prática de vampirismo mas, prova a existência de um ritual anterior ao que foi popularizado no século XIX: a estaca de madeira cravada no coração do suposto vampiro.

1 comentário:

Portaria ILEGAL disse...

Está mal disposto?
Vá aqui: http://portaria-59.blogspot.com/2009/03/o-melhor-pais-do-mundo.html