quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Perspectivas sombrias

Wall Street voltou a cair. Receia-se uma recessão global. O optimismo que se seguiu às medidas adoptadas pelos EUA e pela U.E parece ter-se esfumado. O efeito aspirina está a passar. Anunciam-se novas dores de cabeça para todos nós.
Os bancos foram salvos, agora são as grandes empresas que claudicam. O abrandamento da procura, provocará despedimentos... é o ciclo da crise.

E nós, por cá?

"O primeiro-ministro José Sócrates afirmou hoje em Bruxelas que a principal preocupação do Governo é que Portugal "não entre em recessão"... claro que não resistiu a alfinetar Ferreira Leite... por seu turno, "Manuela Ferreira Leite disse estar "preocupada" com a previsão de crescimento contida na proposta de Orçamento de Estado, pois "0,6 por cento quer dizer que vai estar praticamente estagnada". A presidente social-democrata observou que a projecção de crescimento "normalmente, por parte dos governos, é sempre optimista", mas aquela contemplada no Orçamento de Estado para o próximo ano "quer dizer que vai estar praticamente estagnada, significa também que não vai haver mudança de política." ver, Público

Veremos o que 2009 nos reservará.

1 comentário:

David Oliveira disse...

Está a ver-se que a Hekate "perdeu o fio ao jargão". 0,6% de crescimento do PIB foi "pré-estagnação",foi "crescimento fraco", foi "economia débil", foi o que quiser mas agora no consulado de Pinho,Santos, Lino e demais socretinos 0,6% passou a ser uma outra maneira de aferir a "capacidade de resistência" de uma economia ao vórtice do remoínho. Minha amiga então você não ouviu o Pinho ...anda distraída.
0,6% de crescimento do PIB quer dizer da força da nossa economia em não ceder à recessão. Percebeu?!!!
Actualize-se por favor ou caso não consiga compre um Magalhães.
Cumprimentos
David Oliveira