sexta-feira, 19 de setembro de 2008

O regresso do "grande irmão"?


Se por um lado a “…Rússia exclui qualquer possibilidade de guerra com os Estados Unidos por causa da crise no Cáucaso…” por outro lado, os antigos satélites da União Soviética, reunidos na CEI (ou mesmo fora dela, caso dos estados Bálticos) não têm razões para estarem tranquilos depois das as acções e declarações das autoridades russas sobre a Geórgia.

Da Bielorrússia ao Azerbaijão, passando pela Moldávia e pela Arménia, as acções do exército russo e as justificações das autoridades constituem motivos de redobrada preocupação. A lição dada à Geórgia, e a defesa da minoria russofila, é uma lição que estes países, não poderão esquecer.

O Azerbaijão, rota alternativa da linha energética que o ocidente estão a construir para diminuir a sua dependência em relação à Rússia está particularmente inquieto. Tendo perdido o controle do Nagorno-Karabakh depois de um conflito sangrento, os azeris estão muito preocupados. O presidente Aliev comprimido entre os russos e os iranianos preferiria o ocidente (naturalmente mais distante e menos “sufocante”) Também na Moldávia os discursos de Putin sobre a defesa das minorias russas tem sido ouvido com apreensão devido à questão da Transnistria (russofila). E teríamos ainda os casos da Ucrânia onde a situação política é, no mínimo, confusa e onde a questão da Crimeia pode ser um problema.

ver, tb., aqui

1 comentário:

Costa disse...

com todo o respeito permita discordar dessas ideias , pois se num qualquer eercicio de raciocio partimos das consequencias penso que nao chegamos a quaquer raciocinio objectivo so conseguiria concordar com a sua ideia se pudesse e nao posso esquecer que os americas andam á muito a planear todos estes acontecimentos e ja agora os que se vao seguir. vejamos a " pulga" ataca o "elefante" a mando de quem ? o sistema antimissil para defender a europa , so a oriental afina vao ser colocados na Polonia sao para ter uma defesa efectiva do Irao ? nao me tratem mal nao façam de mim estupido, se fosse esse o caso seriam colocados na Grecia ou mesmo na Turquia ou nao sabem ver um mapa ? A Russia estava bem sossegada e á custa destas manobras dos americas criam-se conflitos onde nao eistiam e la vem a NATO , mentira ,os americas a dizer que temos que investir mais uns bilioes em aramas , quem paga ? nos Europeus mais uma vez ate porque eles pobre coitados estao completamente falidos desde o simples povo ate aos bancos e governo. de no que der nao esqueço quem provocou tudo isto desde o Kosovo um roubo e uma tirania sem igual o que se fez a uma SERVIA naçao que um espero bem recoper o seu territorio, e vai acontecer nao duvidem é logo á primeira oportunidade que tenham e o mundo da muitas volta. viva aEuropa livre afundense os americas que so trazem desgraça a este mundo. um abraço